terça-feira, 3 de agosto de 2010

BermudaCast Nr. 12 - A Rotina


Almighty (@almightypro), Chips (@rodrigotesch) e Darth Vader discutem os prós e contras da rotina de trabalho. A mesmice traz algum benefício? É frustrante? Existem pessoas que fazem salsichas há mais de 30 anos? Participe desse debate!

Duração: 42 minutos


==ATENÇÃO: O Podcast possui linguagem adulta==



Download do BermudaCast - 12 - A Rotina - 96kbps - 29MB




Gostaria de assinar somente o Feed de Audio? Clique aqui!

Vencedores do Bolão Podcast Brasil:

Ouvinte: Susan Akiko Turuda, de Campina Grande/PB


Quer deixar sua opinião sobre o tema ou sugerir pautas? Deixe um comentário aí embaixo ou envie um e-mail para bermudacast@profissionaldebermuda.com

Siga o @prodebermuda e comente/divulgue nosso podcast com #bermudacast

11 comentários:

Nelson disse...

Mais um assunto muito legal de ser discutido.

Como professor, é muito difícil falar sobre rotina, já que a sala de aula é geralmente imprevisível. Por mais que você planeje cada movimento, sempre vai ter um aluno que fará uma pergunta pra te complicar, outro que vai colar chiclete no cabelo da amiga, outro que vai jogar o colega pela janela etc. Ou seja, não há como prever o que 30 ou 40 adolescentes vão fazer durante 50 minutos. A única maneira de lidar bem com essas situações é utilizando o bom senso, e isso não se aprende na graduação.

Quanto ao conteúdo, há professores que também grudam no livro de didático ou no caderninho de planejamento e acabam falando a mesma coisa da mesma maneira por décadas. E a grade curricular do Ensino Médio favorece esse tipo de postura. Até estava conversando com o Almighty esses dias sobre uma espécie de liberdade que o Ensino Superior fornece aos professores: cada disciplina fornece uma ementa, mas cada um pode construir um curso da maneira que quiser, utilizando textos diferentes a cada ano. Mesmo assim, há alguns que insistem e usar o mesmo programa por anos a fio. Outros variam a bibliografia de forma que ele também está sempre estudando novas fontes.

Enfim, é basicamente isso.

E tênis de mesa não é ping-pong!

Abraços a todos,
Nelson

Samuel Varela disse...

Como agora não tenho mais patrão, sou dono do meu próprio negócio, não fico mais na rotina. Principalmente por estar quase sempre conectado a internet e ter sempre novidades, mesmo que isso vire uma rotina, mas também é algo bem divertido.

RMaruo disse...

Um otimo cast.

Ao menos nao tenho que me queixar de rotina na minha área (engenharia) e na minha área de atuação (operação), pois toda a semana tem atividades diferentes, problemas diferentes. Realmente a rotina é não ter rotina, ao menos aprendo alguma coisa toda a semana.

Porém ao mesmo tempo, também tem os seus problemas. Meu humor no trabalho é de longe muito diferente do que eu tinha há algum tempo atrás.

Igor Lins disse...

Mente aquele que afirma que não há rotina no seu trabalho. O método, as pessoas, o local, diversos fatores podem fazer parte do que chamamos de 'rotina'.

Acho que o que é importa, já que a rotina é inexorável, é se reinventar. Não é preciso sempre tentar melhorar apenas e unicamente para subir hierarquicamente, mas sim para não ficar na zona de conforto e esquecer que mesmo dentro do seu mundinho pode-se melhorar ainda mais e de tabela o fará melhorar fora do seu mundinho de trabalho.

Não vale é caducar.

Kio disse...

Salve, bermudaiada.

Infelizmente em meu emprego não tenho mais grandes desafios. Só indo para um jornal de porte maior, talvez me sentisse mais estimulado a arriscar.
O pior é que, depois de um certo tempo, seu trabalho começa a parecer fácil para quem olha de fora, tamanha a prática que se adquire. Ledo engano, só quando precisam repor algum funcionário é que percebem a dificuldade de se achar alguém competente na área, mas como as reposições são raras, não assimilam o fato.

Caraca Almight, soltar um "senti esta questão" logo quando o assunto era a vara pegou mal. :-)

Abração.

Fillipe Tesch disse...

Apesar de trabalhar na área de projetos ambientais (que sempre tem algo diferente pra fazer), às vezes me pego caindo na rotina. Quando o projeto demanda muito tempo para ser elaborado e estudado (tipo 6 meses) só de você sempre tratar daquele mesmo assunto acaba ficando chato demais. Mas como eu acabo sempre envolvido em uns 5 projetos de uma vez. Da pra pelo menos enganar a rotina. Mas acredito que seja difícil uma profissão sem rotina.

Bocão disse...

Opa!

Eu acho que a rotina em si não é o problema. Calma, calma... explico. hehe
O ruim é quando a sua rotina é um saco, mas em si, ela não é "malvada".

E pode ser que o trabalho seja uma rotina ou a vida seja um rotina, que eu acho pior.

Sou programador então, tem uma certa dinâmica no trabalho, mas temos processo pra desenvolvimento do software. A fase testes e o após é o pior. É a parte mais monótona do processo inteiro. Só que aí é que entra o ambiente de trabalho, que é muito bacana e salva a mente (às vezes :P).

Abraço!

cHiPs disse...

Mas é o que eu falei... a rotina pode não agradar a todos, principalmente a aqueles que esperam que as mudanças cheguem a ele, e não partam dele. Mas se é pra vê-la como um mal, é um mal mais do que necessário!

Azen Shiru disse...

mais um otimo podcast!

Mateus Amorim disse...

Parabéns, muito bom
Ótimo tema, e até a partes que vcs desviavam do tema eu curti!
Espero o próximo!

@jebedaia disse...

Fala pessoal de bermuda!

Caramba essa historia de rotina me lembra das coisas que aconteciam no meu estágio, lá sempre que alguem comprava um carro, uma casa, mudava de cargo, ou fazia aniversário tinha que pagar uma torta pro pessoal do setor, sem contar que sempre que tinha reunião la tinha coffebreak ai sempre sobrava e mandavam la pro sentor, acho que engordei uns 10kg nessa brincadeira hehehe!

Tinha também o fato de as minhas tarefas serem basicamente rotineiras, ai eu tinha que trabalhar pro 5 horas, mas eu terminava minhas coisas em 2h no máxima ai ficava o resto do turno olhando pro teto ou quando dava abria uns pdf de livros para ler lá (não podia levar livro pra ler)...nessa brincadeira li todos os livros do senhor dos aneis, mochileiro da gálaxia, forgotten healms, sherlock holmes, alguns de stephen king e de Dan Brown heheheh

Bom galera o cast ficou massa pacas, o papo fluiu legal que quanto eu vi ja tinha acabado hehehe Parabéns.

Postar um comentário

Deixe seus comentários / críticas / elogios.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.