terça-feira, 13 de julho de 2010

Aperta que dá...


Esses dias estava a tentar resolver alguns problemas que afetam a produtividade, e acabei prestando atenção nos "pesares" e políticas que muitas empresas adotam.

Como sabemos, quando necessitamos de produção, e isso envolve alto montante, são pequenas coisas que fazem a diferença no número final, e ai vem um dos pontos onde o hardware e tecnologia tem papel fundamental na produção.

Contudo, enquanto algumas empresas aprenderam a usar muito bem o hardware e tecnologia - em linhas de produção, pro exemplo - onde vários processos são que totalmente automatizados, outras empresas, onde envolve o conhecimento e trabalho humano, a necessidade de alguém ali para interagir com o cliente em nome da empresa, essa interação homem-hardware nem sempre é tão harmoniosa, que é o caso de empresas que prestam atendimento massivo e tem grande demanda de processos com interação humana.

Ok. O hardware é ultrapassado e contra produtivo, mas a demanda cresce, o trabalho tem que ser feito, e a produção é cobrada dia após dia. Como fazer essa façanha??
Aperta que dá... mas apertar de que lado? Isso é obvio, do lado que é maleável, ou seja, o recurso humano, o funcionário, colaborador, ou como queira chamar...

Aí nesse ponto é que eu vejo o começo do erro das empresas...


Ok. Não posso negar a existência do "stress positivo" e na minha hipótese que o desenvolvimento da humanidade é caótico e só acontece no caos, e que as dificuldades nos fazem ser criativos para superá-las... mas perae, superação de dificuldades, retirada de obstáculos, facilitar processos, vários termos para a mesma coisa que significa "ESSE TRABALHO É DA LIDERANÇA/GERÊNCIA" (Não que as pessoas não possam ser criativas, mas em um ambiente de produção constante, ou você assobia, ou chupa cana).

Dai entendo que para que a produção tenha fluidez, toda facilidade possível de aplicação, pode e deve ser aplicada, e não simplesmente aceita como algo "comum", um problema de natureza tecnológica extraterrestre que não tem como resolver e devemos nos acostumar com ele... isso só causa situações contra produtivas: funcionários sendo "apertados" pela empresa por resultados e produção, pelos clientes por atendimento e resolução dos seus problemas, stress, lesões (LER e outras doenças do trabalho), clima organizacional pesado, insatisfação, etc...

Definitivemente, é ridículo empresas que ganham bastante dinheiro não investirem em hardware, software e tecnologias suficientes e eficientes para o atendimento dos seus clientes, obrigarem seus funcionários a se "desdobrarem" para tentar produzir sob condições precárias e ainda assim falar de vez em sempre "Desculpe, meu sistema está fora do ar..."

E o salário ó...

1 comentários:

Fillipe Tesch disse...

Complicado isso.

Na empresa que eu trabalho acontece algumas coisas assim. Muitas vezes falta hardware e equipamentos usáveis. Isso atrasa o trabalho.

O pior é: por sermos uma empresa de projeto, no orçamento de cada projeto são considerados equipamentos novos. Mas no final das quantas, continuamos com os velhos. Coisas do acaso =p

Postar um comentário

Deixe seus comentários / críticas / elogios.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.