domingo, 8 de novembro de 2009

O "corporativismo" atual e o "boi de cabresto"...

Atualmente o termo "Corporativismo" é usado dentro das empresas de uma forma bem mais amena ao seu verdadeiro significado, que teve envolvimento com formas de governos fascistas e ditatoriais... na contra-mão extrema da democracia... Mas não há como negar que o corporativismo atual faz jus à sua origem:

Dentro das empresas, corporativismo significa defender e executar as idéias, estratégias e visões da empresa através dos métodos pela qual determinou... e sem questionar...

Putz... ai fudeu... então quer dizer que a Lei Áurea não serviu pra nada? Afinal.. se trabalho, sou escravo? Não é bem assim... apesar da base ser a mesma, hoje, o corporativismo dentro das empresas passa a ser o "vestir a camisa"... deu no mesmo?? Não! Vestir a camisa é bem "melhor" do que fincar uma bandeira em estandarte... afinal, caso você "não goste" mais daquela camisa, você pode simplesmente trocá-la... ou ainda, tentar dentro do possível tingi-la... corta-la... molda-la de alguma forma que te faça mais confortável... mas inegavelmente, ela ainda será a "camisa" que a empresa quer que você vista... é aquilo que você representa e determina suas ações dentro da empresa, afinal, pra "usa-la" é que você foi contratado...

Mas perae!!! E as minhas idéias? E se eu não concordo com a estratégia utilizada? Para trabalhar a favor da corporação tenho que ser "boi de cabresto"???


Sim... e não! Depende da visão da empresa... atualmente, as empresas tentam de alguma forma usar um Corporativismo 2.0, ou um Corporativismo um pouco mais democrático, dando oportunidades aos funcionários a participarem da formação dos planos estratégicos, missão e visão de futuro da empresa... o que é legal, mas ainda sim você pode discordar de algo, pois mesmo da forma mais democrática possível não há como agradar a todos, até por que nossas idéias são voláteis e o atual regime chamado "Democracia" não é dinâmico o suficiente para acompanhar nossa jornada no espaçoXtempo... mesmo colocando a vontade coletiva frente a individual...

E sim... você não precisa concordar com tudo, você pode tentar moldar algo à sua volta, mas você tem de estar de acordo com a maioria das coisas, caso contrário... você está definitivamente no lugar errado...

O corporativismo acaba sendo necessário... e exigido... principalmente dos gestores, quando se trata de Cultura Organizacional, pois em grandes empresas, principalmente quando tem unidades em áreas geográfica diferentes, é MUITO fácil de se criar micro-culturas organizacionais e as vezes totalmente desvinculadas à cultura desejada pela empresa... isso seria um problema...

E o Corporativismo não é vilão de nada... ele existe... em escalas bem menores, no nosso trabalho... nos nossos contatos sociais... nas nossas amizades... não é nada mais do que defender, ante as idéias contrárias, as idéias e atitudes do grupo... ou seja, praticamente uma reação natural...

Portanto, o corporativismo pode ser considerado um "mal necessário" dentro da empresa? Quem tem uma visão corporativa é "boi de cabresto" (também conhecido como "pau mandado")??? Ou o corporativismo é apenas mais uma carta com a qual temos que jogar??

O que acham??

1 comentários:

Anônimo disse...

É isso aí mesmo! Na verdade vc deixa de existir e praticamente vc não tem mais vida, o que vc tem é um Drone atrás de vc.

Postar um comentário

Deixe seus comentários / críticas / elogios.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.